test

Carreta do Senai-PR ficará 45 dias em Pontal do Sul

O curso de manutenção em motores de popa teve sua aula inaugural na tarde da última quinta-feira em Pontal do Paraná. O público é formado por aprendizes, mecânicos e gente ligada ao ramo náutico, importante na economia de Pontal do Paraná, uma das cidades com maior número de embarcações e marinas no Sul do Brasil.

As aulas são ministradas pelo instrutor do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-PR) Diego Silva Rodrigues dos Santos, na carreta escola que ficará 45 dias estacionada no pátio do Centro de Referência em Assistência Social (Cras).

O local é próximo às marinas e vai formar 36 alunos para suprir parte da demanda de mecânicos náuticos nas marinas da cidade. Até 25 de abril, o curso terá 96 horas/aula, com duas turmas de 18 pessoas. À tarde, a turma é formada por jovens a partir de 16 anos. Muitos são filhos de marinheiros, mecânicos, pescadores, barqueiros. À noite, os estudantes são adultos, muitos já atuam em marinas e querem melhor qualificação.

Outros querem entrar na profissão. O objetivo é qualificar mecânicos e auxiliares de manutenção, gerando mais durabilidade dos equipamentos, qualidade na manutenção e economia de custos para as marinas. Ao final, quem concluir receberá o certificado do Senai. E todos têm direito a uma bolsa de R$ 600 como incentivo, ofertada pelo Governo do Estado via Secretaria do Trabalho, Qualificação e Renda. A carreta integra o projeto Qualifica Paraná, que leva capacitação aos municípios.

CURSO DISPUTADO: Pontal do Paraná conseguiu ofertar o curso após um ano e meio de espera. Os alunos tiveram a oportunidade de contar suas expectativas ao prefeito Rudão Gimenes, que compareceu à aula inaugural, ao lado de instrutores do Senai, do gerente da Agência do Trabalhador, Albor Neto, do vereador João Carlos do Rosário (Barriga), o assessor Victor Kuck e Viviane Nascimento da Silva, orientadora pedagógica do Senai.

CARRETA ESCOLA: A iniciativa é da Prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, coordenação da Agência do Trabalhador, integrando a política de capacitação profissional implantada com sucesso no município e que beneficia mais de 2.500 pessoas desde 2021 com mais de 150 cursos profissionalizantes.

 

Compartilhe

Leia também