test

Carnaval termina sem óbitos por afogamento e com aumento de 560% nos salvamentos no Litoral Paranaense

O aumento dos visitantes e turistas nas praias do Paraná resultou na disparada dos números de atendimentos dos guarda-vidas neste Carnaval. Em relação ao ano passado, os salvamentos aumentaram 560% (de 15 para 99) e as ações preventivas, 297,70% (de 8.330 para 33.128). O número de crianças localizadas após se perderem dos responsáveis subiu 950% – de 8 para 84. As estatísticas consideram o período de cinco dias, entre o sábado (10) e a Quarta-Feira de Cinzas (14).

O forte calor nesta temporada também é uma das explicações, mas não a única. A melhoria na infraestrutura do Litoral e a realização de shows e trios elétricos também ajudaram a ampliar o movimento nas praias paranaenses.

Os salvamentos, que englobam tanto os resgates de pessoas com dificuldades dentro da água, quanto a retirada do mar de pessoas já em processo de afogamento, pularam de 15 para 99. A maior fatia é referente aos resgates, que foram 12 em 2023 e chegaram a 92 em 2024. Ou seja, 666% de ocorrências a mais.

Os afogamentos tiveram leve elevação, passando dos 3 casos no ano passado para 7 na temporada atual – a um acréscimo de 133%. Além dos números relativamente baixos de vítimas de afogamento, a boa notícia é a ausência de óbitos pelo segundo ano consecutivo no período.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Foto: Roberto Dziura Jr/AEN

Compartilhe

Leia também