test

Aplicativo facilita a vida de artistas

Falta de pagamento, redução do valor combinado e baixa procura para apresentações são alguns dos principais problemas enfrentados por músicos e demais artistas independentes que trabalham com cultura e entretenimento. Para enfrentar essas e outras dificuldades, a classe artística ganhou um reforço de peso, o aplicativo Agitaí.

Além da facilidade para os contratantes encontrarem diversas opções de entretenimento na palma da mão e a qualquer momento, o aplicativo favorece os artistas com ampla divulgação e segurança contratual.

Músico desde criança, Matheus Kudlavies, 27 anos, decidiu se dedicar inteiramente a música há três anos, abandonando a profissão de professor de inglês. Mas sentiu na pele as dificuldades da carreira independente.

“Toco frequentemente em bares e muitas vezes a gente leva golpe, alguns não pagam, outros querem reduzir o valor combinado”, conta ele que foi um dos primeiros artistas a se cadastrar no aplicativo Agitaí.

“O aplicativo meu deu segurança para trabalhar. Eu recebo meu cachê diretamente do aplicativo, à vista. Já o bar ou a pessoa que me contratar pode parcelar em até 3x diretamente pela plataforma. Fica bom para todo mundo”, considera Matheus.

O próprio artista é quem determina o valor do cachê e paga uma taxa de 18% do valor para o aplicativo. “Vale muito a pena na prática ele me ajuda a fazer mais shows, aumenta meu network, além de toda segurança”, conclui Matheus.

Idealizador do aplicativo, o curitibano Bruno Cordeiro explica que o “Agitaí” concentra num mesmo ambiente online, o perfil de diversos artistas disponíveis para contratação disponibilizando informações como agenda e horários, preço do show, opção de reserva e contratação imediata.

“O artista é a alma da nossa cultura, o brilho nos palcos e a magia nas telas. Leva performance e experiência à população. Mas, além disso, o artista é um empreendedor num mercado em constante transformação recheado de dificuldades e desafios. O Agitaí veio como uma forma de auxiliar essa classe e democratizar o acesso à cultura”, explica Cordeiro.

Apelidado de “delivery cultural”, o Agitaí tem sido comparado para a Cultura o que Ifood é para a gastronomia ou o Uber é para o transporte, facilitando a conexão entre artistas e pessoas que buscam profissionais de entretenimento.

“O app também tem um viés social, ajudando a alavancar pequenos artistas de diversos segmentos, oportunizando o acesso ao mercado, inserindo-os diretamente no setor cultural, trazendo a eles mais uma fonte de renda e mais visibilidade”, explica Bruno.

O cantor Richard Patrick Teixeira, 25 anos, aponta a credibilidade como outro benefício do aplicativo. “Além da facilidade, com a plataforma nós, artistas, passamos mais credibilidade e profissionalismo aos clientes. Em contrapartida temos mais segurança nos contratos”, considera o cantor.

O app Agitaí está disponível para download nas principais plataformas de aplicativos – Google Play Store e Apple Store.

Foto: Harley Castro

Compartilhe

Leia também